Antes de tirar conclusões precipitadas, peço a vocês que considerem a humilde opinião de alguém que AMA uma boa comida. Eu sei que a ideia de sorvete de milho está longe de ser convencional, confesso que eu mesma fiz careta quando, surpreendida pelo convite da Carol, ouvi “vamos comer o sorvete de milho da banca 40?“. Eu respondi (obviamente) “como é que é?”

E, claro, experimentei. Resumindo: não coloco mais os meus pés no Mercado Público de Porto Alegre sem comer essa DELÍCIA INUSITADA que é o sorvete de milho da banca 40, me nego!