Agora que eu fiz pão em casa, me empolguei em fazer massa pra tudo. A próxima vítima foi a pizza, simplesmente porque não tem como a pizza ser mais difícil do que o pão, certo? Até porque, se não ficar lá uma maravilha, dá pra dar uma disfarçada com um recheio criativo e apetitoso.

Mas até que a minha ficou boa, vou testar com alturas diferentes da próxima vez, apesar de que a minha preferida é assim, mais fininha.

Para a massa:

  • 1 xícara de água morna
  • 3 xícaras de farinha de trigo
  • 1 colher (chá) de saL
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 colher (sopa) de açúcar
  • 2 colheres (chá) de fermento biológico seco
  • 1 colher (chá) de alho amassado
Para o recheio:
  • molho de tomate (eu bati tomates enlatados no mixer e coloquei um pouquinho de sal)
  • queijo da sua preferêcia
  • 1 sardinha enlatada amassada com um garfo
  • orégano para polvilhar
  • 1/2 pimentão amarelo cortado em fatias
  • 1/2 cebola cortada em rodelas
  • algumas folhas de sálvia
Agora faz assim 1: Misture todos os ingredientes para a massa, colocando a água aos poucos, até acertar o ponto. Deixe descansar por 30 minutos. Depois do descanso, divida a massa em duas partes iguais, abra uma delas em um diâmetro de 20 cm aproximadamente. Asse no forno em torno de 10 minutos. (eu congelei a outra metade para fazer outro dia).
Agora faz assim 2: Distribua o molho por cima da massa e o restante dos ingredientes, polvilhando um pouco de orégano no final. Esfregue a sálvia com azeite de oliva antes de colocá-la em cima da pizza, caso contrário ela irá queimar. Asse em torno de 15 minutos em fogo médio, ou até que doure a massa.